CONCEITOS BÁSICOS DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA SISTÊMICA

 

PENSAMENTOS SISTÊMICOS BÁSICOS

A Medicina Veterinária Sistêmica surgiu como uma derivação particular e com suas peculiaridades da Visão Sistêmica. A Visão Sistêmica pode ser encontrada desde 450 anos a.C através de escritos e pensamentos de Confúcio e Lao Tse. Ela evolui dentro da Medicina Psicanalítica de Sigmund Freud, Melaine Klein, Carl Jung, Jacques Lacan e outros.

 

Pensamentos sistêmicos permearam a ecologia e a física através de Leis Populacionais e a Teoria Geral dos Sistemas. Culminou em importantes trabalhos contemporâneos do Biólogo Rupert Sheldrake através dos estudos de telepatia e dos campos morfogenéticos. Passou pelos estudos do Médico Romeno Jacob Levy Moreno que desenvolveu métodos terapêuticos de grupo e através do Psicodrama. Outros estudos partiram da parcela de contribuição de Virginia Satir a programação neurolinguística (PNL).

Em tempos modernos, a Visão Sistêmica se desenvolveu em estudos das bases relacionais familiares, através do psicoterapeuta alemão Bert Hellinger que trás uma abordagem profundamente linda através de Leis muito fortes, como a Lei do Amor e da Ajuda.

A Medicina Veterinária Sistêmica se desenvolveu isoladamente por diversos colegas através das Constelações Veterinárias, trazendo uma abordagem terapêutica importante por incluir os aspectos familiares no tratamento dos animais. Contudo, a Medicina Veterinária Sistêmica está sustentada por uma base filosófica, epistemológica e de uma ciência predominantemente fenomenológica e raramente analítica, aonde pouco consegue-se aplicar a curva de Gauss, muito embora, padrões possam ser detectados nos atendimentos.

 

O QUE É SER UM MÉDICO VETERINÁRIO SISTÊMICO?

Em nossa metodologia, é um profissional formado em Visão Sistêmica e com bases terapêuticas integrativas associadas, pois entendemos que na Medicina Veterinária Sistêmica há uma obrigatoriedade ao autocuidado.O Médico Veterinário Sistêmico desenvolverá seus trabalhos na área da Psicoterapia Breve relacionado aos aos animais que estão inseridos de forma equivocada dentro dos sistemas familiares humanos (família multiespécies). O Médico Veterinário Sistêmico igualmente estará capacitado para atuar junto a todas as questões pertinentes à área da Medicina Veterinária, Produção Animal, Bem-Estar Animal, Empresas e o meio Corporativista e Empresarial (estrutural), Educação e Formação nas Instituições e Acadêmico (parte pedagógica), no Âmbito Jurídico e Ético da Medicina Veterinária (nas reconciliações e mediações), na Tecnologia e Ciência, tendo todas estas áreas o foco nas Relações Interpessoais.

A Visão Sistêmica se pauta em inclusões e qualquer aspecto excludente será desconsiderado na abordagem. A base estrutural do Médico Veterinário Sistêmico é ser um facilitador de processos transformadores nos sistemas familiares (abordagem psicoterapêutica) e empresariais (estrutural e organizacional) que possam estar afetando a saúde dos animais direta ou indiretamente.

 

O principal aspecto do Médico Veterinário Sistêmico é ter recursos terapêuticos para lidar com ele próprio e com os sistemas familiares aos quais os animais estão inseridos.

A dificuldade e a falta de capacitação que os Médicos Veterinários têm em lidar com as demandas emocionais e relacionais das famílias dos tutelados (animais/pacientes), permite que os sinais e sintomas da Síndrome de Burnout sejam potencializados pela desidentificação que a “criança veterinária” possui desde a sua escolha inicial em ser Médico Veterinário.

E POR QUÊ SER UM MÉDICO VETERINÁRIO SISTÊMICO? 

A Medicina do Terceiro Milênio tem avançado com rapidez na tecnologia e no desenvolvimento de medicamentos e tratamentos de forma esplendorosa. Contudo, ela igualmente tem exigido dos profissionais de saúde, recursos técnicos, terapêuticos e internos para lidar com os aspectos humanos da medicina veterinária, que são as demandas emocionais e as relações entre pessoas e as demais espécies.

Assim, se tornar um Médico Veterinário Sistêmico é se preparar tecnicamente para ser um psicoterapeuta para famílias multiespécies, buscando ainda soluções de reconciliação e apaziguamentos relacionais, promovendo organização estrutural de empresas da área e buscando acima de tudo, um autoconhecimento capaz de habilitá-lo a transcorrer em seu caminho laboral e de vida com mais felicidade e menos Burnout.

O Médico Veterinário Sistêmico, estará apto a buscar ferramentas terapêuticas para o autocuidado e evoluir concomitantemente ao seu paciente e a família do tutelado. Ele passa a co-dividir os processos de cura e de transformação, transferindo parte da responsabilidade aos tutores, diminuindo a culpa e as exigências de ações heróicas e desmedidas, que afetam o emocional do profissional, levando-o a desenvolver desordens psíquicas como Síndrome de Burnout.

Acesse o site  http://www.veterinariasistemica.com.br  e faça sua Matrícula e sua Inscrição, e esteja preparado para a Medicina Veterinária do Terceiro Milênio.
Um carinhoso e fraterno abraço;
Dra. Carla Soares e Dr. Ricardo Garé
Co-Founders do I CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA SISTÊMICA DO BRASIL.