VISÃO SISTÊMICA NA MEDICINA VETERINÁRIA: VOCÊ SABE O QUE É? Uma abordagem para Médicos Veterinários do Terceiro Milênio

Visão Sistêmica consiste em enxergar e compreender o todo por meio da análise das partes que o formam e a partir daí tomar decisões de acordo com o cenário que se apresenta, considerando todos os elementos que influenciam seu funcionamento.

Esta nova visão pode ser aplicada em todas as áreas: empresarial, familiar, jurídica, na engenharia, pedagógica, médica, veterinária.

A Medicina Veterinária Sistêmica é uma abordagem altamente moderna, que abrange um olhar amplificado e sistêmico em nossas rotinas clínicas, permitindo a visibilidade das conexões e relações entre tutores-tutelados e seus modos operandis de adoecimento.

Essa abordagem e análise das partes que formam o todo, integram técnicas e conhecimentos aonde o próprio médico veterinário não se exclui do sistema, sendo, portanto, uma visão e análise interna que parte do ponto de observação que é o Médico Veterinário/Terapeuta para todo o sistema familiar/ambiental no qual o(s) animal(is) pertece(m).

A Medicina Veterinária atual exige do profissional uma postura terapêutica com relação à família, melhorando seu autoconhecimento e suas relações interpessoais, passando a perceber os tutores e famílias como protagonistas do adoecimento dos animais, bem como do sucesso terapêutico.

A abordagem sistêmica na Medicina Veterinária lança um olhar não somente aos resultados clínicos obtidos com os pacientes animais, mas também, é uma abordagem que alivia e minimiza as tensões relacionais dentro do ambiente de trabalho, porque na visão sistêmica, o médico veterinário esta incluso no sistema.

Assim, a autopercepção da sua própria mente/campo e eneagramas emocionais que estão presentes no momento da consulta, podem interferir diretamente na relação com a família/tutor e no sucesso da terapia instituída.

O olhar do Médico Veterinário Sistêmico deve ser similar a de radar  (Radio Detection and Ranging), ou seja, um ponto direcional (no caso o médico veterinário) que emite e capta ondas eletromagnéticas através de seus pensamentos e análises durante a prática clínica do sistema ao qual o animal está inserido, e detecta os problemas de forma relacionados e não isolados e fragmentados. É uma percepção sensorial.

Ou seja, é através da sua percepção clínica e médica amplificada no momento da consulta, que permitirá a compreensão das forças sistêmicas e dinâmicas familiares/ambientais aos quais os animais estão inseridos, e como a manifestação clínica do animal (paciente) está relacionado com todo o sistema.

Trazer essa visão sistêmica para a consciência da família, permeabiliza o sucesso terapêutico, trazendo a família para o protagonismo da cura possível.

Essa visão amplificada de radar do médico veterinário, permite que detecte os blinds spots – os pontos cegos (o que numa consulta clínica cartesiana não é possível de ser detectada), fazendo as decodificações dos emaranhamentos relacionais e de tensão na família que estão refletidas no animal, como hábitos, comportamentos, rotina, questões mentais, bloqueios, traumas, repetições de adoecimentos familiares/ancestrais, dentre outros fatores.

Esse rastreamento clínico só é possível quando o Médico Veterinário/Terapeuta já esta num processo profundo de autoconhecimento e treinamento de sua consciência. Numa consulta sistêmica só o conhecimento técnico não é suficiente, porque o ponto de detecção de informações principal do radar é o próprio médico.

Ele (o médico veterinário) não é excluído do campo mórfico criado no momento da consulta, pois sua condição emocional do presente é o que balizará e conectará todos esses fragmentos. Ou seja, sua interpretação clínica é que será a base e sucesso de todo o tratamento sistêmico.

A abordagem clínica e sistêmica durante as consultas diluem essas tensões, aliviando as pressões exógenas sob os animais, quer seja por espelhamento, quer seja porque o animal está ocupando uma posição sistêmica incorreta dentro da família. Por isso, no símbolo deste programa, há a Constelação do Cruzeiro do Sul, que nos indica que nenhuma estrela ocupa o lugar errado e indevido, e por isso, estão em harmonia.

Na Medicina Veterinária Sistêmica existem alguns meios básicos essenciais por onde as técnicas são viabilizadas pelos Médicos Veterinários durante os treinamentos:

  1. Compreensão prática dos Campos Morfogenéticos (Teoria de Rupert Sheldreak)
  2. Constelações Sistêmicas Familiares do  psicoterapeuta alemão Bert Hellinger.
  3. Reiki e Comunicação Intuitiva entre Consciências, Mindfulness
  4. Compreensão do funcionamento da Glândula Pineal
  5. Ferramentas de Autoconhecimento
  6. Espiritualidade inserida na vida prática
  7. Conhecimentos de Ecologia
  8. Psicodrama, Hipnose Eriksoniana, Mindset de Carol Dweck, bases da Física Quântica, dentre outros

O Programa de Formação em MEDICINA VETERINÁRIA SISTÊMICA NO BRASIL E NO EXTERIOR – desenvolvido por mim e pelo Ricardo Garé, poderá chegar em você através de cursos, palestras, atendimentos e workshops, bastando os interessados acompanharem a programação através do site http://www.veterinariasistemica.com.br

Bem-vindos a Medicina Veterinária do Terceiro Milênio. Uma medicina multicultural, multidisciplinar, integrativa, holística e acima de tudo, sistêmica.

Com amor,

Carla Soares  e Ricardo Garé
Co-Founders do Programa de Formação em
Medicina Veterinária Sistêmica no Brasil e no Exterior

 

 

Uma resposta para “VISÃO SISTÊMICA NA MEDICINA VETERINÁRIA: VOCÊ SABE O QUE É? Uma abordagem para Médicos Veterinários do Terceiro Milênio”

  1. Sucesso a todos e que este conhecimento bem como este trabalho seja acessível a todos neste momento tão difícil que atravessa nossa profissão! !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *